Seguro educacional em tempos de crise

Patrick Caldas

Saiba como manter a saúde financeira da sua IES com uma medida muito simples: com o seguro educacional

O mercado de seguros tem crescido de maneira significativa. Em 2017, o segmento cresceu 9,3% na América Latina. O Brasil, inclusive tem um dos maiores grupos de seguradoras no mundo.

Se para muitos segmentos, o seguro é importante e, no mercado educacional, não tem porque ser diferente. Vivemos uma crise econômica intensa e com altas taxas de desemprego. Nesse contexto, manter controlada a inadimplência e evasão dos alunos parece uma missão quase impossível. De acordo com dados do Inep, entre os alunos do Brasil que ingressaram no ensino superior em 2010, 49% abandonaram o curso até o quarto ano, em 2014.

Segundo o último levantamento do Serviço de Poteção ao Crédito (SPC), os universitários são, de longe, os mais inadimplentes, com um índice de 43,5% de dívidas em comparação aos estudantes de outros níveis.

Seguro

O seguro educacional, aliado a um sistema de cobrança eficiente é a melhor solução para o problema da inadimplência.

O que acha de um cenário em que um seguro cubra 100% do valor da mensalidade por até 12 meses? Pois é isso que o seguro educacional, um dos benefícios do produto Quero Alunos Premium oferece. Todos os alunos inseridos nesse modelo estão cobertos pelo seguro e a evasão é diminuída significativamente.

Proteção dos sonhos

No caso dos imóveis, carros e da nossa vida, por exemplo, estamos falando de sonhos, planejamento, de elementos que são fundamentais para qualquer pessoa.

Com a educação, a dimensão da construção de um sonho pode ser ainda mais intensa. Cuidar desse sonho também é importante, tanto para o aluno, quanto para a faculdade, que se beneficia das mensalidades pagas em dia.

O seguro educacional pode mudar o mercado de maneira significativa e tornar a relação entre universidade e alunos mais suave e coerente com a experiência que as IES, de fato, desejam proporcionar.

No fim das contas, a existência de um seguro pode ser a diferença entre manter a saúde financeira da sua IES ou não.

E quem pode ser coberto?

Quando falamos de educação, muitas vezes o responsável financeiro não é o próprio aluno, mas um familiar, neste caso, o seguro educacional vale para o responsável pelo pagamento das mensalidades e cobre toda a base de alunos matriculados, ou responsáveis financeiros.

A inadimplência

Em média, as universidades parceiras do Quero Alunos Premium reduziram a inadimplência em até 50%, chegando a uma taxa de evasão média de 10%.  

Ou seja, o produto ataca simultaneamente dois problemas, a inadimplência e evasão, que tem média de 60% no ensino superior.

É preciso darmos a atenção necessária a esse tema para a saúde e sustentabilidade da faculdade, porém, manter a excelência pedagógica e financeira, ao mesmo tempo, é um desafio e tanto.

Saiba como combater a inadimplência no ensino superior

Problemas financeiros

Entender o motivo da inadimplência é fundamental para encontrar a melhor abordagem de aproximação.

Hoje, mais de 60% dos alunos inadimplentes enfrentam problemas financeiros. Em caso de desemprego, a educação deixa de ser uma prioridade. Sem o atendimento adequado, a inadimplência se torna evasão e isso significa menos dinheiro no caixa.

Evasão

As mensalidades são a fonte de receita mais importante de que uma IES dispõe. Sendo assim, é fundamental ter uma equipe focada na retenção.

Contudo, como dissemos acima, é muito difícil manter a excelência pedagógica e financeira ao mesmo tempo. Nem sempre o desemprego tem como consequência imediata a evasão. Isso depende muito de como o seu time tem feito o atendimento e se existe ou não um seguro educacional.

Então, é necessário dar a importância necessária às questões financeiras da sua instituição. Que tal pensar mais fora da caixa? 

 

Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (média: 4,50)
Loading...

Seguro educacional em tempos de crise

Tempo de leitura: 3 min