Ranqueamento do Quero Bolsa: aprenda como funciona!

Sergio Fiuza

Entenda como sua instituição pode ficar nas primeiras páginas do marketplace e como suas ofertas podem ter sucesso de vendas

Você já acessou o site do marketplace Quero Bolsa e fez uma busca por bolsa de estudos, como se o aluno fosse você?  Aposto que pensou: o que fazer para que minha IES apareça na primeira página da busca?

Feito por algoritmos, o ranqueamento é comum em marketplaces no geral, que são plataformas colaborativas que facilitam a compra de várias lojas ou prestadores de serviços diferentes em um único lugar. Certamente, você já se deparou com esse negócio ao pesquisar de passagens aéreas, seguros de viagem e hospedagens. Não é diferente com o marketplace Quero Bolsa, focado em bolsas de estudo.

Algoritmos de priorização de busca verificam vários parâmetros para decidir colocar sua IES na primeira página. O principal deles é o perfil de busca, que define quem aparece e em qual ordem. Para isso, a oferta tem que se adequar ao perfil do aluno. Assim, os algoritmos verificam desde a região de preferência do aluno, até o quanto estão dispostos a pagar. 

Baseada nas informações coletadas na home do site Quero Bolsa, a busca prioriza ofertas que se enquadram no perfil de pesquisa do usuário. Por conseguinte, a faculdade precisa ajustar seus descontos conforme o poder de pagamento do público-alvo.

Saiba os detalhes ao longo do artigo! 

sala de aula vazia que poderia ter a captação de alunos otimizada através do Quero Bolsa

Por que deveria saber como é feito o ranqueamento do Quero Bolsa?

De fato, bom atendimento e qualidade conquistam o consumidor, mas o menor preço é um importante diferencial. Quando se trata da educação superior, que não custa barato, a tendência é que os alunos também procurem preços baixos. Lembre-se disso para manter sua IES bem ranqueada na plataforma e, assim, captar mais alunos.

O site Quero Bolsa se equivale à vitrine de um shopping. Por meio dele, estão expostas por volta de 1.300 instituições parceiras. Graças aos algoritmos inteligentes, tanto faculdades pequenas, quanto médias e grandes são visíveis. No entanto, saber que ajustes fazer para destacar sua IES dentre tantas, continua indispensável. 

Finalmente, conhecer o ranqueamento do Quero Bolsa permite atrair alunos indecisos, que nem especificam na busca a faculdade de preferência. Eles correspondem a 70% dos usuários. Em pesquisa recente feita pelo nosso setor de inteligência de mercado, quase 60% deles afirmaram que o Quero Bolsa tem influência na escolha da faculdade onde pretendem estudar.

Como funciona o ranqueamento do Quero Bolsa?

No cenário em que o preço baixo da sua IES compete com os preços baixos de outras, há 3 critérios de desempate:

  • Atratividade: Mede o tanto que uma oferta é atrativa aos olhos do aluno. Corresponde à taxa de geração de ordens de pagamento por visitante. Quanto mais uma oferta tiver condições e preços bons, maior será a atratividade pois mais ordens serão iniciadas;
  • Sucesso: Mede a qualidade da operação da Quero junto ao parceiro. Corresponde à taxa de pagamento das ordens geradas. Em outras palavras, representa a porcentagem de pessoas que adicionam uma oferta no carrinho e pagam pela bolsa;
  • Pré-matrícula: corresponde ao valor que o aluno paga na plataforma, o qual é calculado com base na modalidade de parceria escolhida.

Faculdades que têm maior taxa de atratividade x taxa de sucesso x ticket ou taxa por atratividade x faturamento por ordem são as que aparecem mais.

Se o ticket abaixa, abaixa também o score e a faculdade despenca no ranqueamento. Se a IES cobra caro demais pelo curso e o aluno não consegue pagar, caem a taxa de sucesso e o faturamento por ordem. 

Não deixe sua IES fora do ar

Em especial nos meses de alta – julho e agosto – a cada 7 dias, o ranking é totalmente modificado. A oferta de curso que ficar mais de 7 dias fora do ar perde o ranqueamento. Se a IES deixar a oferta “esfriar”, tem de recomeçar do zero.

Para ilustrar, imaginemos que uma instituição não colocou nenhuma oferta de curso no ar. Mais adiante, incluiu uma que não gera tração. Mais adiante ainda, ajustou a oferta para um preço que tem saída. O efeito negativo é que o algoritmo de ranqueamento do site vai levar um bom tempo para identificar que essa oferta é uma ótima opção para alunos indecisos.

Tá bom, Sérgio, mas como eu mantenho a IES bem posicionada no ranqueamento do Quero Bolsa?

Mulher em frente a um notebook navegando pela plataforma do marketplace Quero Bolsa

Como manter a IES bem posicionada no ranqueamento do Quero Bolsa?

  1. Fique de olho na conversão – coloque uma oferta vendável. Se sua oferta não for atraente o suficiente, a página de sua IES passa a receber menos visitas por consequência;
  2. Melhore a operação e o atendimento ao aluno – Se o QB faz um bom alinhamento com a faculdade e quando o aluno telefona para a IES é bem atendido, a taxa de sucesso melhora. Consequentemente, o ranqueamento também;
  3. Cuidado com a “desintermediação” – Ocorre quando a escola lança uma condição comercial direta que concorre com a condição do canal, ao invés de concorrer apenas com os concorrentes. Se a instituição der no balcão o mesmo desconto do Quero Bolsa e os produtos que competirem entre si, a conversão cai e, consequentemente, a posição no ranking. É possível perceber este efeito no indicador Sucesso supracitado. Já se as ofertas são retiradas do site, aí o ranqueamento acaba zerado após 7 dias. Portanto, o ideal é resolver o mais depressa possível.

Quais as principais armas da IES?

  • Bolsa de estudos exclusiva: vende bem e aumenta o ranqueamento;
  • Admissão digital: diminui o reembolso, agiliza o processo e otimiza a gestão de documentos;
  • Análise de portfólio constante: o caminho é ajustar o portfólio frequentemente e tentar emplacar um curso que em geral não tem vendas. A primeira venda já pode colocar o curso no ranqueamento. Desse modo, avalie aumentar um pouquinho o valor do desconto deste curso que não vende, para atrair os indecisos.

Conclusão

Conhecer as regras do ranqueamento do Quero Bolsa é fundamental para que você tome as medidas necessárias para manter sua IES no topo das páginas de busca e captar mais alunos.  Essas medidas consistem, sobretudo, em monitoramento constante das taxas (de sucesso, atratividade etc), ajustes de descontos e análise frequente de portfólio. 

Não basta deixar o sucesso de sua instituição nas mãos de seu gestor de contas. Para que a parceria, de fato, dê certo, é fundamental a participação e engajamento da instituião de ensino. Além disso, é essencial que a instituição tenha uma boa operação e atendimento, ou o aluno que foi atraído pelo Quero Bolsa será repelido quando chegar ao balcão da IES! 

Ao fazer esses ajustes, lembre-se de que os alunos preferem preços menores e que há nos indecisos um grande potencial de captação. 

Esperamos que este artigo tenha sido útil e que você tenha uma boa experiência no site Quero Bolsa! Fique atualizado sobre este e outros assuntos no blog da Quero Educação.

Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (média: 5,00)
Loading...

Ranqueamento do Quero Bolsa: aprenda como funciona!

Tempo de leitura: 5 min