7 respostas sobre uma parceria de excelência: CNA Alto de Pinheiros

Roger Garcia

Entenda a trajetória e a construção da unidade CNA Alto de Pinheiros e sobre como tem sido a parceria da instituição com o Quero Bolsa Idiomas

O Quero Bolsa Idiomas tem se mostrado, cada vez mais, como um aliado da gestão de escolas de idiomas de todo o país, ao fortalecer a captação de alunos.

Neste post, falaremos de um centro de idiomas que se tornou parceiro de excelência do Quero Bolsa, ao ganhar mais visibilidade e aumentar ainda mais sua base de alunos, o CNA Alto Pinheiros.

o quero bolsa atraiu um parceiro chave, que encheu salas de aula ociosas

Sobre o CNA

Não importa de que lugar do Brasil você seja, certamente já ouviu falar do Cultural Norte-Americano, mais conhecido como CNA.  A rede de escolas de idiomas está há mais de 40 anos no mercado, e conta com cerca de 600 unidades em todo o país.

Aproximadamente 400 mil alunos aprendem os idiomas por uma plataforma de ensino híbrido (CNA 360), que combina educação presencial e à distância.

No CNA, o curso de inglês é concluído com um exame para o certificado internacional Cambridge English: First (FCE), aceito por mais de 20 mil empresas e universidades em todo o mundo. 

Além disso, é o único franqueador brasileiro a receber por 26 vezes seguidas o Selo de Excelência em Franchising, da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Em fevereiro de 2019, a unidade Alto de Pinheiros, na capital paulista, tornou-se parceira do Quero Bolsa. Conversamos com Ana Paula de Lucca, mantenedora da unidade CNA Alto Pinheiros. Ela nos contou um pouco sobre sua experência de parceria.

Foto de Ana Paula, franqueada da CNA Alto de Pinheiros, contando sobre a captação de alunos no Quero Bolsa

Entrevista

QB: Conte um pouco sobre os desafios de gestão, e de como atua para reter e captar mais alunos.

AP: Assumi a gestão da escola no início de 2017. Naquele momento, a escola tinha uma quantidade bem baixa de alunos. De la pra cá, trabalhamos numa curva significativa de crescimento sustentável, tanto no número de alunos, como em receita gerada. 

Atuo fortemente na capacitação e motivação da equipe. Escolhemos os professores de acordo com o perfil da turma. Desta maneira, o professor consegue se identificar e realizar o melhor trabalho possível. 

Trabalhamos, também, com foco comercial, através de parcerias com escolas, empresas e plataformas que nos ajudam a divulgar a marca.

QB: E como você ficou sabendo do Quero Bolsa?

AP: O meu primeiro contato foi por e-mail, eu recebi alguns materiais contando como funcionava a parceria, qual era a proposta. Sendo assim, entrei no site para entender como funcionava do ponto de vista do aluno e qual seria a experiência dele com a plataforma. 

QB: Como você enxerga o site na visão do aluno e do parceiro? 

AP: Eu acho o site de fácil navegação, é atrativo e amigável enquanto realizo as buscas dentro dele. Acredito que o maior diferencial foi a possibilidade de colocar o CNA Alto de Pinheiros em destaque. 

QB: Qual a diferença entre o Quero Bolsa e demais canais de captação? 

AP: Acredito que o volume de retorno, em prospects e possíveis alunos. Se eu puder fazer uma comparação, com outras ações de captação, o Quero Bolsa se destaca, porque eu tive um retorno em um prazo menor e volume maior. 

Construção de uma parceria de excelência

QB: Você poderia falar um pouco sobre a experiência de parceria?

AP: Estou tendo uma experiência super positiva. Sempre que precisei tirar alguma dúvida ou fazer algum ajuste, recebi um contato de uma pessoa para me dar suporte. Então, este apoio funciona super bem.

QB: Os alunos comentam sobre o Quero Bolsa? 

AP: Isto foi até uma surpresa para mim, pois alguns alunos sempre comentam que fizeram algum tipo de pesquisa por lá (no QB). Dizem que pode ser escolhido tanto por preço quanto por escola, além do tipo de curso que estão procurando. 

QB: Como a parceria tem contribuído para a unidade Alto de Pinheiros?

AP: A parceria tem sido muito importante para o crescimento de minha base de alunos, para aumentar a ocupação das salas onde geralmente tenho um número menor de alunos. Seja porque o horário é mais ocioso, seja porque o perfil de aluno é diferente.  

A união entre empresas e escolas é tendência

As parcerias entre empresas e instituições de ensino têm se mostrado uma realidade. O Quero Bolsa entende a necessidade dessa união e trabalha para construir resultados significativos para escolas de idiomas.

Um exemplo é a unidade CNA Alto de Pinheiros, que em um esforço conjunto, preencheu cadeiras ociosas e tornou-se parceira de destaque em nossa plataforma.

Mulher no notebook, texto sobre cadastro das escolas de idiomas

Para acompanhar novidades sobre gestão educacional, inscreva-se em nossa newsletter!

Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (média: 5,00)
Loading...

7 respostas sobre uma parceria de excelência: CNA Alto de Pinheiros

Tempo de leitura: 3 min