Como as atividades extracurriculares podem melhorar a captação de alunos

Sergio Fiuza

Convença seu cliente durante a captação de alunos ao divulgar as atividades extracurriculares oferecidas por sua IES.

O processo de captação de alunos é um dos maiores desafios encontrados pelos gestores de instituições de ensino, principalmente com o aumento do número de concorrentes e a das opções disponíveis para os estudantes no mercado educacional.

 

 

Por este motivo, diversas estratégias são usadas como forma de vencer a concorrência, atrair potenciais alunos e reverter essa situação. A oferta de atividades extracurriculares é uma prática que tem chamado bastante atenção.

Ao praticar atividades extracurriculares, o estudante garante diferenciais competitivos  para seu currículo. Além disso, essas atividades representam um papel importante na formação do aluno: fixam o aprendizado da sala de aula e agregam novos conhecimentos.

Atividades complementares ou extracurriculares?

Para alguns cursos de ensino superior, a participação em atividades complementares é obrigatória para a colação de grau, como consta nas diretrizes curriculares definidas pelo MEC.

As atividades complementares, como o próprio nome diz, são práticas de aprendizagem que complementam a formação do aluno. Já as atividades extracurriculares vão além: não são, necessariamente, relacionadas ao curso, mas agregam experiências e conhecimentos diversificados.

O aluno pode, por exemplo, cumprir a carga horária destinada às atividades complementares através da participação em atividades extracurriculares, quando aprovadas pelo coordenador do curso.

 

atividades extracurriculares

 

São inúmeras as vantagens para o aluno que realiza esse tipo de atividade. Ele é incentivado a buscar conhecimento fora do ambiente de ensino acadêmico, indo além da experiência didática tradicional e, muitas vezes, colocando em prática aquilo que aprendeu na sala de aula.

Por isso, as atividades extracurriculares têm despertado o interesse dos estudantes, que acabam optando por instituições que ofertam essa possibilidade. As faculdades que promovem essas atividades como um diferencial para seus cursos, potencializam a captação de alunos.

O Grupo Laureate, formado por uma rede internacional de universidades como Anhembi, FMU, entre outras, oferece a possibilidade do aluno fazer intercâmbio no meio do curso. Outro exemplo de instituição que oferece atividades extracurriculares é a Uninove, que promove curso de idiomas.

Estes são exemplos de atividades extracurriculares que chamam bastante atenção do estudante no momento da captação de alunos, durante a tomada de decisão sobre em qual universidade se matricular.

 

 

As vantagens de se investir nas atividades extracurriculares

Até aqui, falamos sobre os benefícios que as atividades extracurriculares representam ao aluno, como a fixação do aprendizado, melhoramento do currículo, possibilidade de colocar em prática o que se aprendeu em aula, e a obtenção de novos e diferentes conhecimentos.

Mas quais as vantagens das atividades extracurriculares para a instituição de ensino? Confira as principais:

  • Potencialização da captação de alunos: como já citado no início do artigo, a promoção das atividades extracurriculares é uma ótima estratégia para a captação de alunos. É um diferencial da instituição perante a concorrência, aumentando a possibilidade de um potencial aluno decidir se matricular.
  • Torna o curso mais dinâmico e interessante: esse tipo de atividade foge do tradicional ensino em sala de aula, com um professor explicando conteúdo para um grupo de estudantes. As atividades extracurriculares incentivam a prática do conhecimento e a aplicação do conteúdo e das técnicas.
  • Qualidade de ensino: há uma melhora na qualidade da faculdade, por facilitar e incentivar o aprendizado, tanto teórico quanto prático, formando profissionais com diferencial no mercado.
  • Forma profissionais mais capacitados: ao oferecer essas atividades, o estudante forma-se em um profissional com maior experiência e melhor capacitado para o mercado de trabalho.
  • Melhora a imagem da marca: a instituição adquire um melhor posicionamento da marca no mercado educacional, garantindo melhor avaliação nas pesquisas de satisfação de alunos e de qualidade de ensino.
  • Diminui a evasão escolar: com um curso mais dinâmico e agradável, cheio de oportunidades, o estudante se sente motivado a não desistir da graduação, diminuindo significativamente as taxas de evasão escolar.
  • Produção de pesquisa e conhecimento científico: dependendo da atividade extracurricular, os alunos podem realizar pesquisa e conhecimento em Ciência e Tecnologia, e até mesmo desenvolver produtos e patentes. Essas produções agregam o portfólio acadêmico-científico da instituição de ensino.

 

Como usar as atividades extracurriculares na captação de alunos?

Para que um potencial aluno opte por sua instituição de ensino motivado pelas atividades extracurriculares, é necessário que ele conheça essas atividades. Portanto, a universidade precisa divulgá-las.

A forma mais efetiva de apresentar as atividades ao aluno convencê-lo de suas vantagens é no momento de atendimento.

É essencial que a equipe de atendimento esteja preparada para ouvir o aluno e entender suas necessidades e motivações. Desse modo, poderá apresentar as atividades extracurriculares oferecidas pela instituição e oferecer o curso como a melhor opção para o estudante. Uma boa opção é convidar o potencial aluno para participar um dia dessas atividades, a fim de conhecê-las.

 

Leia também: O que priorizar durante a captação de alunos?

 

Além disso, existem outras formas para divulgar as atividades extracurriculares oferecidas pela instituição de ensino:

  • Folders e panfletos específicos
  • Materiais impressos e mídia offline
  • Divulgação nas redes sociais
  • Campanha na mídia
  • Disponibilização de informações no site institucional
  • Gravação e divulgação de vídeos
  • E-mail marketing sobre as atividades
  • Newsletter
  • Apresentação em feiras e eventos
  • Promover um dia de atividades aberto à comunidade

Falando em divulgação, você sabe quais são os cursos mais buscados pelos alunos? Confira neste material exclusivo que elaboramos para você.

 

 

12 atividades extracurriculares para agregar na sua IES

Há uma gama de atividades extracurriculares que sua instituição de ensino pode oferecer. São inúmeros os exemplos, mas citarei a seguir os que são mais buscados pelos estudantes do ensino superior e que podem potencializar a sua captação de alunos:

  1. Intercâmbio: a possibilidade de fazer um intercâmbio durante o curso é uma das atividades extracurriculares que mais chama a atenção dos alunos. Além da experiência com a troca cultural, o estudante adquire força em seu currículo, pois um intercâmbio garante vantagens no mercado de trabalho.
  2. Estágio: atividade obrigatória para a colação de grau de muitos cursos. É o desempenho de atividade profissional relacionada com o curso, mas com foco no aprendizado dessas práticas. Geralmente, é realizado em empresas. A disponibilidade de estágios em uma empresa privada pode ser fruto de uma parceria com a instituição de ensino.
  3. Empresa Júnior: as empresas juniores vem se destacando cada vez mais, devido à promoção do empreendedorismo e do exercício da prática profissional durante o curso. Essa atividade tem tamanha relevância que possui um regulamento próprio, com as federações estaduais e federais (Brasil Júnior), além de legislação própria.
  4. Iniciação científica: atividade fundamental para quem deseja se envolver com a pesquisa acadêmica, além de contar muitos pontos – sendo obrigatória para alguns casos – para quem deseja prestar mestrado e doutorado. Consiste no desenvolvimento de uma pesquisa científica orientada por um professor da instituição.
  5. Grupos de estudo: muitas vezes atrelados com a produção de pesquisas científicas, os grupos de estudo – ou grupos de pesquisa – reúnem alunos e professores interessados em um tema em comum. Nas reuniões, são levantados tópicos para discussão e análise, com a possibilidade de produção de artigos e pesquisas acadêmicas.
  6. Projetos de extensão: são atividades de cunho social com a aplicação prática do conhecimento técnico e teórico apreendido no curso. É uma oportunidade do aluno – e da faculdade – sair para fora do espaço físico da instituição e levar à sociedade as habilidades adquiridas em sala de aula.
  7. Oficinas e cursos de extensão: esse tipo de atividade tem foco no aprendizado de conteúdos complementares e especializados, que irão agregar à formação do aluno. Podem ser presenciais ou online, na própria faculdade ou em instituições parceiras.
  8. Voluntariado: as atividades sociais são muito bem vistas pelos alunos. Independentes de relação com o curso, agregam valores como empatia, responsabilidade, compreensão de mundo, entre outros.
  9. Estudo de idiomas: oferecido pela própria faculdade ou em parceria com projetos ou escolas de idiomas, o ensino de línguas estrangeiras é um grande diferencial, devido a sua importância na atualidade. Sobre o ensino de idiomas, confira um artigo bastante interessante sobre os melhores métodos de ensino e como divulgá-los.
  10. Centro acadêmico: os centros e diretórios acadêmicos consistem nas entidades formadas por alunos e responsáveis pelas questões que envolvem a classe estudantil. Fazem reivindicações para melhorar a vida acadêmica e o bem-estar dos estudantes como um todo. Promovem atividades culturais, debates políticos e sociais, integração entre alunos e auxiliam os calouros.
  11. Monitoria: são vários os tipos de monitorias nos quais os alunos podem trabalhar. Os laboratórios de informática são os mais comuns, onde o aluno se torna responsável por cuidar dos equipamentos e da sala como um todo. Há, também, monitorias nos grupos de estudo, laboratórios diversos, projetos desenvolvidos por professores, e até como acompanhamento de alunos com deficiência ou necessidades especiais.
  12. Atlética: as atléticas são as entidades, também formadas pelos alunos, que se responsabilizam pelas atividades desportivas da instituição. Estimulam a prática de esportes diversos e organizam competições.

 

 

Para lembrar

Agora que você já sabe o quanto as atividades extracurriculares podem influenciar na tomada de decisão durante a captação de alunos, vale lembrar que para tornar essa estratégia eficiente, é importante divulgar as atividades, sobretudo no atendimento ao aluno.

Contar com uma equipe preparada faz toda a diferença durante a captação de alunos. Os profissionais precisam ser orientados a divulgar e explicar as atividades extracurriculares durante o atendimento.

Para entender melhor sobre o processo de tomada de decisão do aluno, indico um material bastante rico que preparamos para você. Baixe agora mesmo!

 

 

Você também pode se inscrever em nossa newsletter e receber materiais exclusivos e relevantes sobre o mercado educacional e as melhores práticas de gestão. Não perca tempo: tenha, em suas mãos, conteúdos importantes que irão abrir a sua mente e oferecer dicas preciosas para alavancar o seu negócio.

 


Muito RuimRuimRegularBomMuito Bom (média: 5,00)
Loading...

Deixe um Comentário

Como as atividades extracurriculares podem melhorar a captação de alunos

Tempo de leitura: 7 min